Maria Poesia

Psicanálise e a Poesia na Vida Cotidiana.

A gente inventa a vida para caber dentro dela.

Áudios

Declaração de AMOR.
Data: 02/02/2010
Créditos:
Declaração de AMOR
Editada no recanto em 02.12.2008

Autora: Teresapraia

Declamação: Meu querido e necessário amigo – escritor e poeta deste recanto - Mestreescola -(Meu carinho e meu agradecimento)

Música: My Skin –Natalie Merchant

* Esta poesia nasceu em resposta a um desafio/pergunta de uma amiga :
- Qual seria uma declaração de Amor que faria o coração da Teresa feliz e vibrar de amor?


Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Teresa

Não te amo pelo que és...
...mas o que posso ser contigo.
Se eu posso ser inteiro contigo,
é porque tua humanidade
existe antes da eternidade
do teu ser...do teu querer...
do teu amar...
das tuas poesias.

Contigo vivo num céu...
...e tuas  poesias são as estrelas
que o iluminam.
És a minha lua...
com os seus ciclos...suas fases.

És lua cheia,
quando te deixas encher
com a seiva da vida,
poética,  resplandescente.
E te dás a mim...numa entrega
que transcende...sem limites...
Inteira.
 
És minguante,
quando te recolhes,
preferes a solidão...
...a amplidão do teu interior...
e tua luz se volta pra dentro...
quando então ficas egoísta,
e não sabes muito bem ainda,
como afastar as pessoas de perto de ti,
podes ferir...machucar....
...ficas intolerante ...impaciente.

És crescente
quando começas a sair da tua “toca”,
para aprender com a vida, com as pessoas,
então tua alma se expande,
porque vês nos outros a possibilidade
da tua luz crescer,
percebes que há troca...há partilha...
e que, sem este entendimento
tua luz se apaga.

És lua nova
quando te renovas
dos teus paradigmas...
...das tuas contradições
 e dualidades internas.
Quando não deixas que teu medo
seja mais forte que tua vontade.

E é esta Teresa....inteira
Desnuda .
Uma lua inteira,
Que eu quero beijar...
Que eu quero abraçar...
Que eu quero pra mim...
Que eu quero cuidar
...e muito amar!

 
Teresa /2008
 
Esta poesia nasceu em resposta a um desafio/pergunta de uma amiga :
-
Qual seria uma declaração de Amor que faria o coração da Teresa feliz e vibrar de amor?
 


Enviado por Neusa Maria em 02/12/2008

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Sonhos, Poesia e Psicologia